Alegria

Andando pela vida vamos dando, passo após passo, os impulsos que nos levam através do nosso caminho.

E um dos grandes segredos desse caminho é fazê-lo com alegria. Metade dos obstáculos são resolvidos pelo simples facto de colocarmos um sorriso nos lábios.

Andarmos tristes, sós e isolados de tudo e de todos nunca resolveu nenhum problema. Serve para pensarmos, para interiorizarmos soluções, mas por si só, não resolve nada.

E realmente nenhum cenário é assim tão negro que não possa ser relativizado.

Também já sofri de amores, sim. Já, perdi coisas que me custaram muitos anos a alcançar, sim. Deixei oportunidades fantásticas para trás porque não consegui dar o passo corajoso que me conduziria a elas. Sim, também já vivi a morte de alguém muito próximo.
E nada disto é muito fácil de viver e de aceitar.

E o resultado é sempre o mesmo, no final, o que me voltou a pôr de novo em pé, o que me fez seguir em frente, foi aquele sorriso que decidi colocar nos lábios e no olhar, a alegria secreta e silenciosa que deixei despertar em mim.

Porque, daquilo que observei, se nós não o fizermos ninguém o fará por nós.
Trata-se, agora e sempre, de uma opção muito pessoal. Ninguém pode viver a vida de ninguém.

Se abrirmos um sorriso.
Se pararmos de nos queixar.
Se fizermos o que é preciso.

Estamos no caminho.

O bordão nas mãos, a mochila às costas, o caminho à frente... e os pés... são os nossos pés...

1 comentário:

Adriana ♣* disse...

"A felicidade… Não sei dela.
Mas a alegria sempre me tira para dançar."

Bruno M. Oliveira