Versos da Alma...

Vives... perante a infinidade de pessoas,
Com seus gestos, odores, palavras,
Vives... bem longe, à procura de mim.

Espero que acordes enfim desse teu sono de morte e que me vejas.
E que pares de escrever o meu nome com sangue.

Ó tristeza, reaparece no coração dos homens.
Ó saudade, fá-los voltar.

Quão longe e quão errados vão os seus passos,
Quão fechados estão os seus olhos...

Quem tem a sede que descobre a fonte?
Quem sente a carência que traz o Amor?

Quem sonha? Quem procura? Quem encontra?

A verdade nunca deixou de lá estar, apenas tu, ó homem.

Mas, um dia, ouvirás a música do teu coração;
E deixarás de estar só.

Ricardo Antunes in Onde está o Branco em Ti?

1 comentário:

Adriana ♣* disse...

Lindo, lindo!

Quando todos pudermos enxergar juntos, aí então, juntos também ouviremos a música do coração.

De um só coração: o seu, o meu e o de todos nós.

Juntos!

Abs,

Adriana