Ouve a música antes de a canção acabar

Já alguma vez viste miúdos
num carrossel?

Ou escutaste a chuva
a bater no chão?

Alguma vez seguiste o voo errático de uma borboleta?
Ou contemplaste o sol a esbater-se na noite?

É melhor abrandares.
Não dances tão rápido.

O tempo é curto.
A música não vai durar.

Passas pelos dias
A correr?

Quando perguntas: como estás?
Ouves a resposta?

Quando o dia termina,
ficas deitado na tua cama

com as próximas cem tarefas
a girar-te na cabeça?

É melhor abrandares.
Não dances tão rápido.

O tempo é curto.
A música não vai durar.

Alguma vez disseste ao teu filho:
fazemos isso amanhã?

E na tua pressa,
não reparaste na tristeza dele?

Alguma vez perdeste o contacto,
deixaste uma boa amizade morrer

Porque nunca tinhas tempo
para telefonar a dizer "olá"?

É melhor abrandares.
Não dances tão rápido.

O tempo é curto.
A música não vai durar.

Quando corres tão depressa
para chegares a algum lado

perdes metade
do divertimento de lá chegar.

Quando te preocupas
e aceleras pelo dia a fora,

é como atirar fora
um presente por abrir.

A vida não é uma corrida.
Vai mais devagar.

Ouve a música
antes de a canção acabar.

(Este poema foi escrito por uma menina com uma doença terminal num hospital de Nova Iorque e tem viajado pelo mundo através da Internet).

2 comentários:

Adriana ♣* disse...

Belíssimo e de arrepiar!!!
Coloquei no meu blog e aproveitei para indicar o seu blog, tá?

Abs,

Adriana

Ricardo Antunes disse...

Tá! :)